segunda-feira, 31 de março de 2014

COMO NÃO COMPRAR UM CARRO QUE PASSOU POR ENCHENTE (dicas)

Água causa danos ao veículo, mas você pode se prevenir desta encrenca


Thinkstock
Thinkstock
Comprar um carro usado pode ser um excelente negócio, mas, para isso, é preciso ficar atenta ou você pode cair em uma cilada. Se o veículo tiver passado por chuvas intensas, por exemplo, é possível que ele tenha danos causados por enchentes. Confira algumas dicas para não levar para casa um desses veículos.
Leia também:

De acordo com o engenheiro mecânico Renato Romeu, ao atravessar uma enchente, o carro pode ter sua parte elétrica afetada, apresentando problemas no controle dos vidros e do motor. Além disso, a água pode entrar na caixa do óleo da transmissão, afetando o sistema como um todo e provocando oxidação das peças de metal.
O ponto é que todos esses estragos surgem em longo prazo.  “Esses problemas não aparecem na hora, se mostram com o tempo. A água corre pela parte elétrica e diminui o isolamento dos fios, o que provoca uma pane elétrica ou um curto circuito. Ela também enferruja a parte interna do motor e oxida a peça”, explica o chefe de motores e veículos do centro de pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia. Na dúvida, é melhor levar outro carro ou você pode ter prejuízos no futuro.

Como identificar um carro de enchente

Segundo Renato, é difícil reconhecer que um carro passou por enchente apenas olhando, já que com uma boa limpeza geral a maioria dos sinais desaparece. Contudo, é importante ficar atenta a alguns sinais:
  • Cheiro de mofo. A água que penetra no estofado não seca facilmente. Essa é a hora das mulheres que dirigem bonito aguçarem o olfato! Fique atenta ao uso de perfumadores que possam disfarçar o mau-cheiro.
  • Faróis e lanternas também ficam cheios de água, por isso, repare se eles estão embaçados, sinal de que estavam imersos há pouco tempo.
  • Outro detalhe é o estado do manual do proprietário, que costuma ficar no porta-luvas. Veja se ele está enrugado, com sinais claros de ter sido molhado.
  • Preços muito baixos merecem desconfiança, afinal o proprietário vai querer se livrar deste abacaxi o quanto antes. (FONTE: by Equipe Bolsa de Mulher em fevereiro 27, 2014 | 5:36 pm) - Transcrito texto, matéria, original em sua íntegra).