segunda-feira, 14 de março de 2011

BARRA DE MAXARANGUAPE: TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

ANDERSON MIGUEL

Fiscalização e denúncia gera TAC

Mais uma prova de que Anderson Miguel, candidato derrotado a prefeito de Maxaranguape em 2008, queria o melhor para o povo da localidade. Vejamos: usando as suas prerrogativas de cidadão, Anderson fiscaliza a qualidade dos serviços públicos empregados no município. Das suas denúncias de má qualidade da oferta de serviços e atendimento à população, resultou na fiscalização e constatação, pela Promotoria de Justiça, de irregularidades na área de saúde dentro de Maxaranguape, através do promotor de justiça substituto designado para atuar na promotoria de justiça de Extremoz representando, neste ato, o Ministério Público do Estado do RN.

Tal atitude de denúncia, por parte de Anderson Miguel, resultou no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que objetiva estabelecer cronograma para resolução das irregularidades/inadequações nos postos de saúde de Maracajaú, Maxaranguape, Caraúbas, Dom Marcolino e o mercado público constadas em relatório técnico número 039/2010 realizado pela III Unidade Regionalizada de Saúde Pública – III ursap. É concedido, a prefeita de Maxaranguape, Maria Ivoneide da Silva, os prazos de 15, 30, 60, 90, e 120 dias para ser adotadas as providências comprometidas. O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) está assinado pelo Promotor de Justiça Emanuel Dhayan Bezerra de Almeida.