sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

EXPULSÃO SAI DE PAUTA, NOS DEMOCRATAS

Governador de Brasília não aceita expulsão cogitada pelo DEM
José Roberto Arruda, governador de Brasília, supostamente, envolvido no escândalo do mensalão da capital federal para comprar apoio de deputados e outras práticas, denunciado por assessor próximo, em gravação de vídeo, quando soube da pauta da reunião do seu partido, expulsá-lo da legenda, deixou bem claro, subentende-se, que ia vender caro a sua saída abrindo a boca para tornar público algo mais que sabe. Imediatamente, a expulsão foi transformada em um prazo de carência para Arruda se explicar.
Entretanto, três senadores do DEM defendem a expulsão de José Roberto Arruda da legenda de forma irrestrita, imediata e irrefutável. Um desses três senadores é o senador José Agripino Maia do RN.
"As provas divulgadas na imprensa são mais do que suficientes e incontestáveis para que o DEM tome uma decisão de expulsar o governador de Brasília. Porém o partido não teve a coragem de agir de imediato. As pessoa confundem a ética política defendida e praticada pelo Dem com esse caso isolado. Não é bem assim, É necessário saber separar", disse o senador José Agripino Maia (DEM-RN) em entrevista a um canal de TV local.
Agora entenda essas nuances de política.