quarta-feira, 4 de novembro de 2009

DESPREPARO ABSURDO

Eita, brinquedinho chato
Todos que procuram o hospital Walfredo Gurgel para visitar algum parente ou amigo enfermo precisam passar por um vigilante, na portaria, que não desgruda os olhos do seu celular e não dá atenção aos visitantes. O profissional fardado, com uniforme da G... vigilância, não encara a pessoa que lhe dirige a palavra. É o tempo todo de olhos bem abertos em direção ao visor do celular causando revolta em quem precisava acessar os leitos do referido hospital.