sexta-feira, 9 de outubro de 2009

ENTREVISTA DO PTE. MUNICIPAL DO PSDC DE NATAL AO JORNAL DE NATAL ED. 1.076

Partido Político, campanha eleitoral e o PSDC

Jornal de Natal – Qual a análise que o senhor faz a respeito da chamada PEC dos vereadores?
Marcos Bezerra – Vale destacar que “PEC” significa Projeto de Emenda Constitucional. E essa emenda, que permite o aumento de vereadores nas suas respectivas câmaras municipais em função do aumento da população nos municípios, foi aprovada. Mas, ela fere o princípio da anterioridade que diz que para a lei valer ela, a sua aprovação, terá que ser um ano antes da eleição. Entretanto, a justiça existe para dirimir dúvidas e decidir. E o que a justiça decidir, temos que acatar e cumprir.
JN – E a reforma eleitoral?
Marcos Bezerra – Não considero que foi reformado o sistema eleitoral brasileiro. Apenas, por vontade e maioria dos grandes partidos, maquiaram alguns posicionamentos e dificultaram a existência dos partidos políticos médios e pequenos.
JN – Dificultaram em que sentido?
Marcos Bezerra – Até na mais recente eleição, em 2008, para qualquer candidato participar de debates políticos, em campanha eleitoral, na TV, seria necessário que o partido ao qual o candidato pertence possuísse pelo menos uma representação no congresso nacional. Agora serão necessários dez. Sem falar na injustiça da distribuição do tempo em programa eleitoral gratuito e fundo partidário (verba pública): os partidos reconhecidos como grandes ficam com 9% do dinheiro e os rotulados de pequenos com apenas 5% do valor da cota. E por aí vai...
JN – Aquela idéia dos partidos pequenos serem anexados pelos grandes, na qual alguns pequenos chegaram a deixar de existir, não seria uma solução?
Marcos Bezerra – Tal ato consumado foi de uma irracionalidade política sem tamanho. O Brasil é um país democrático onde impera, constitucionalmente, as liberdades individuais e coletivas dos cidadãos. E a liberdade de manifestação política tem que ser sempre respeitada e defendida por todos. Se alguém possui afinidades ideológicas com algum partido político, tem que se dirigir diretamente a essa legenda para nela ingressar e se manifestar, politicamente. Pra isso, é altamente necessária a existência da pluralidade de partidos políticos. Nunca, limitações e restrições.
JN – Como está o PSDC no momento?
Marcos Bezerra – o Partido Social Democrata Cristão, até o presente momento, procurou trabalhar o fortalecimento da legenda buscando o ingresso de nomes fortes e já bem postados no cenário político potiguar. Nomes experientes com conhecimento da estrutura política do RN já fazem parte da lista de filiados do PSDC. Em 2010, a Social Democracia Cristã vai ser o fiel da balança no resultado das eleições no RN. Pois, bons nomes, agora, nós temos para tal façanha.